CRIADO PARA A SUA EDIFICAÇÃO

Sejam bem vindos! Aqui a verdade é exposta sem maquiagem. A Bíblia é a autoridade para falar de Deus e da Sua relação com as suas criaturas.

"Os gentios, ouvindo isto, regozijavam-se e glorificavam a palavra do Senhor, e creram todos os que haviam sido destinados para a vida eterna" (Atos 13.48)

Confissão de Fé

Creio que a justificação e a salvação do homem têm como causa meritória a justiça de Cristo e o seu sacrifício perfeito. A salvação dos seres humanos caídos é pela graça de Deus somente, tem como instrumento somente a fé, tem como fim somente a glória de Deus, tendo como a única fonte da verdade e a única autoridade, em relação a esse assunto, somente as Escrituras, Antigo e Novo Testamentos, num total de 66 livros.

Creio que os “cinco Solas” são a verdade bíblica:

“Sola Scriptura”. Somente as Escrituras!
“Solus Christus”. Somente Cristo!
“Sola Gratia”. Somente a graça!
“Sola Fide”. Somente a fé!
“Soli Deo Gloria”. Somente a glória de Deus!

Creio que a salvação é, do começo ao fim, uma obra de Deus (monergismo) e que o homem nada pode fazer para cooperar com Deus para a sua própria salvação. Essa visão está claramente exposta nos chamados “cinco pontos do calvinismo”:

  • Depravação total – A queda de Adão afetou a totalidade da pessoa do homem.
  • Eleição incondicional – A eleição é baseada exclusivamente na vontade de Deus e não na presciência de fé ou obras.
  • Expiação limitada – A redenção foi obtida por Cristo para os eleitos.
  • Graça irresistível – A regeneração pelo Espírito Santo é eficaz para os eleitos.
  • Perseverança de Deus junto aos Santos – Deus vai, pela graça, completar o que Ele começou na regeneração.

Creio que a Bíblia toda, Antigo e Novo Testamentos, constitui uma unidade, que a pessoa de Jesus Cristo, Sua obra e Seu reino, constituem o tema central da Bíblia e que Jesus Cristo é o único meio de salvação em todos os tempos, tanto antes como depois da Sua primeira vinda, e, portanto, somente Ele salvou todos os eleitos em todas as eras.

Creio que a Bíblia toda tenha sido inspirada por Deus, sendo assim infalível, e que constitui a única autoridade no que se refere à genuína religião, e que Ele nos deu como diretriz com relação à fé e à conduta em todas as áreas da nossa vida.


Pesquisar este blog

A AUTOEXISTÊNCIA DE DEUS


AS VIRTUDES DE DEUS

Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz. (1Pe 2.9).

Ao falar das virtudes de Deus, devemos ter em mente aquilo que é próprio dEle, por isso estarei falando das Suas perfeições. No entanto, há certas virtudes em Deus, que Ele não compartilha conosco, ao passo que outras virtudes ele nos concedeu, embora em nós elas sejam imperfeitas.

VIRTUDES INCOMUNICÁVEIS

1. A AUTOEXISTÊNCIA DE DEUS.

“Antes que os montes nascessem, e se formasse a terra e o mundo, de eternidade a eternidade, tu és Deus.” (Salmo 90.2)

As crianças costumam perguntar: quem criou os animais? Nós respondemos – Deus. Então, elas continuam: quem criou Deus? E nós respondemos – Deus não foi criado, Ele sempre existiu. A autoexistência significa que Deus não tem início, mas tem o poder em si mesmo para existir eternamente. Ele não depende de qualquer coisa externa a si próprio para existir. Deus tem vida em si mesmo (Jo 5.26). No entanto, Deus não criou a si mesmo. É impossível que alguma coisa crie a si mesma. O conceito de autocriação é contraditório. Nada pode ser autocriado. Por isso Deus não criou a si mesmo. Para que Deus pudesse criar a si mesmo, teria de existir antes de sua existência, e isso não tem sentido. Também é impossível a existência de outro Deus que criasse Deus: “Assim diz o Senhor, Rei de Israel, seu Redentor, o Senhor dos Exércitos: Eu sou o primeiro e eu sou o último, além de mim não há outro Deus.” (Is 44.6). Não existiu algo antes de Deus para criá-Lo. Nada deu origem a Deus, pois Ele é eterno.

A palavra origem só se aplica às coisas criadas. Ao pensarmos em qualquer coisa que tenha origem, não estamos pensando em Deus. Deus é autoexistente, enquanto as coisas criadas necessariamente se originaram em algum lugar e em algum tempo. Além de Deus não há outro autoexistente. (A. W. Tozer)

Deus se revelou a Moisés com o nome “EU SOU O QUE SOU” (Ex 3.14), esse nome aponta para a Sua autossuficiência e autoexistência, Ele é o eterno EU SOU. “Eu sou o Alfa e o Ômega, diz o Senhor Deus, aquele que é, que era e que há de vir, o Todo-Poderoso” (Ap 1.8). Em Gênesis 21.33 Ele é chamado de “Deus eterno”. O Senhor é bendito “da eternidade para a eternidade” (Sl 41.13). A autoexistência de Deus não tem ligação com o tempo, Ele antecede o tempo, na verdade, Ele criou o tempo. Deus não tem começo, e isso O diferencia de todas as outras coisas. Ele nunca veio a existência, Ele sempre existiu. Ele não é causado por nada, mas é a causa de toda a criação: “No princípio, criou Deus os céus e a terra”. (Gn 1.1). Deus é absolutamente independente e autossuficiente, ao passo que nós dependemos dEle para tudo: “Nem é servido por mãos humanas, como se alguma coisa precisasse; pois Ele mesmo é quem a todos dá vida, respiração e tudo o mais” (At 17.25), “pois nele vivemos, e nos movemos, e existimos” (At 17.28).

APLICAÇÃO:

A autoexistência ou a independência absoluta de Deus ensina que Ele não precisa de nenhum de nós. Então o trabalho que prestamos a Deus deve ser visto como um privilégio, como graça, e não como um favor a Deus.

Assim diz o Senhor: “Quem primeiro me deu a mim, para que eu haja de retribuir-lhe? Pois o que está debaixo de todos os céus é meu.” (Jó 41.11)

Embora Deus não precise de nós, Ele nos criou para a Sua glória: “nele, digo, no qual fomos feitos também herança, predestinados segundo o propósito daquele que faz todas as coisas conforme o conselho da sua vontade, a fim de sermos para o louvor da sua glória” (Ef 1.11-12). O Senhor não depende de nós para nada, mesmo assim, Ele, por sua vontade, nos criou para que O exaltemos:

Tu és digno, Senhor e Deus nosso, de receber a glória, a honra e o poder, porque todas as coisas tu criaste, sim, por causa da tua vontade vieram a existir e foram criadas (Ap 4.11).

Deus não necessita de nada além de si mesmo, mas ao te criar ele quer ser glorificado em você. “Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para glória de Deus” (1Co 10.31)

VERSÍCULO PARA MEMORIZAR:
“Antes que os montes nascessem, e se formasse a terra e o mundo, de eternidade a eternidade, tu és Deus.” (Salmo 90.2)

AUTOR: PR EDUARDO SANTOS
1ª Igreja Cristã Evangélica da AICEB
Caxias-MA

2 Comentários:

Trovian Maucellus disse...

Shalom!
Navegando pela internet acabei encontrando esse blog e como tem um conteúdo reformado igual ao meu blog passei a ler um pouco...
Muito legal seu blog, simples e com um bom conteúdo!
Quando poder faça uma visitinha também no "Estudos e Mensagens Cristãs". Blog reformado calvinista.
Um grande abraço e que Deus continue te abençoado grandemente!

Trovian Maucellus
http://trovian.blogspot.com.br/

PR. EDUARDO SANTOS disse...

Obrigado! Visitei seu blog, muito bom. Parabéns!

Postar um comentário

PARA VER MAIS POSTAGENS CLICK NA SETA À DIREITA, LOGO ACIMA.

Envio de artigos por e-mail

Agora os artigos, escritos no próprio blog, podem ser enviados por e-mail, é só clicar no artigo desejado, descer até o final do artigo, digitar o e-mail, abaixo dessa nota, e enviar. Abençoe seus amigos divulgando-lhes artigos que os ajudarão a compreenderem as Escrituras.

Envie artigos por e-mail, em PDF

Enviar artigo em PDF para

POSTAGENS MAIS VISITADAS

SEGUIR BLOG POR E-MAIL

DIVULGUE ESTE BLOG

BannerFans.com

VÍDEOS YOU TUBE, INCLUSIVE TEOLÓGICOS

Loading...

POR QUE DEUS DECRETOU O MAL?

DEUS PAI COMO AGENTE DA SALVAÇÃO

DEUS FILHO E DEUS ESPÍRITO SANTO COMO AGENTE DA NOSSA SALVAÇÃO

MORTOS NÃO TEM LIVRE-ARBÍTRIO

A ESCRAVIDÃO DO ARBÍTRIO 1

A ESCRAVIDÃO DO ARBÍTRIO 2

A SOBERANIA X A RESPONSABILIDADE DO HOMEM

SOBERANIA DE DEUS

INERRÂNCIA DAS ESCRITURAS